domingo, 16 de dezembro de 2018

Do Porto para Lisboa...!!!

Foi num ápice...!!!

Porque a baixa lisboeta também merecia um pouco da minha atenção, especialmente pela época em que estamos e porque, efectivamente, está muito bonita...!!!

A chuva, embora branda,  que se fez sentir ao cair da noite, não deu margem para explorar melhor a beleza das iluminações natalícias..., mas alguma coisa ainda se conseguiu.


Para começar, o castelo de São Jorge, merece que se lhe ponha o cotovelo (como diz a canção) e não só..., apetece ficar ali a admirá-lo..., Está lindo.



O Rossio, encantador como sempre, mas agora está especialmente belo, com o Teatro Dona Maria com uma iluminação fantástica e  ainda a árvore de Natal colocada no centro da praça...!!!



 A Rua do Ouro, é o que se vê...





A Rua do Carmo, como sempre, deslumbrante  e onde ainda cheguei a tempo de um concerto de bonitas canções de natal...!!! Adorei...






A Rua Garrett e as Galerias do Chiado quase nos sufocam com a multidão, mas mesmo assim vale a pena algum sacrifício...








 Rua Augusta, igualmente bem iluminada e sempre com vários espectáculos em todo o seu percurso, sobretudo de tunas académicas...


 


 Finalmente o Terreiro...!!! A beleza de sempre...








E a finalizar, para repor energias, impunha-se um jantar...



Finalmente...!!!


Depois de algumas tentativas para efectuar uma visita à Igreja de Santo Ildefonso (já desde há muito pensada, durante várias visitas à cidade do Porto), finalmente consegui...!!!
Mesmo assim tive alguma dificuldade em "acertar" com o horário de funcionamento, porque cheguei ao local perto do meio dia e já estava a encerrar, mas, pelas 15,00h (hora da reabertura), lá estava eu de plantão e então sim, "desta vez é que é", disse a mim própria...
Tinha uma enorme curiosidade em conhecer este templo, por razões várias e fiquei deslumbrada com o que vi...!!!

Situada no centro da cidade do Porto (Praça da Batalha), é um monumento grandioso totalmente revestido a azulejos. 

Foi reconstruída em 1730 e os trabalhos ficaram concluídos em 1739, tendo sido dedicada a Santo Ildefonso de Toledo...

São 11 mil os azulejos desta Igreja, cujo autor é Jorge Colaço (o mesmo autor dos azulejos da Estação de São Bento), os quais representam cenas da vida de Santo Ildefonso e do Evangelho.

É ainda de destacar o impressionante Orgão de tubos datado de 1811, que se encontra no coro alto.

Nota: Impressionou-me o lindíssimo tecto em madeira...!!!












sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Uma Igreja dedicada a Santo Antonio...


A Igreja dos Congregados, junto à estação de S. Bento, no Porto, é dedicada a Santo António e percebe-se isso, não só pelos azulejos da fachada e um nicho onde se destaca a sua imagem, mas também pelos painéis no interior da igreja, com representações de várias cenas da sua vida.

Foi construída no século XVII e é Património Mundial da Humanidade.
No seu interior os tons claros a contrastar com a talha dourada, são motivo de contemplação e, obviamente, um convite a vários registos fotográficos.
 É um local que, na cidade invicta, nos faz viajar no tempo e entrar na história.

Um ex-libris do Porto..., sem dúvida alguma…



 

Vímara Peres...!!!

Quem foi?
Ao que se sabe, nasceu em 820 e era galego...
Um fidalgo, cavaleiro que D. Afonso III das Astúrias mandou para o vale do rio Douro, para que dali expulsasse os mouros...

Com a ajuda dos cristãos conseguiu conquistar "Portucale", em 868, que se situava nas duas margens da foz do Douro "Portus" na margem direita e "Cale" na margem esquerda, o que mais tarde se tornou em "Porto" e "Gaia"...
A ele se ficou a dever o repovoamento cristão das terras de entre Douro e Minho e a sua estátua monumental encontra-se junto à Sé do Porto...

Quem visita a Sé, obrigatoriamente, pára para admirar esta imponente figura...!!!




segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Agora "recuperado"...

O Castro do Zambujal está agora "recuperado"...!!!
Numa tarde de sol como a de hoje, foi agradável percorrer cada canto e recanto daquele que é considerado um dos principais povoados fortificados da Península Ibérica.

Ficam alguns registos fotográficos...