quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Memórias de outros tempos...!!!


Olhão era assim...
Ainda conheci assim...!!!

As casas caiadas de branco, as açoteias de onde se podia avistar, não só a bela a Ria Formosa, como também o estado das marés e os barcos que  partiam ou chegavam da faina da pesca...























Os canais navegáveis da Ria Formosa sempre  foram, para a população de Olhão, uma fonte de recursos marinhos, desde a pesca à captura de mariscos, passando pela produção de sal...


Olhão tem, na verdade, uma grande tradição ligada à pesca e as primeiras fábricas de conservas de peixe instalaram-se ali, em 1882...











Durante o Século XX a indústria conserveira tornou-se a actividade económica mais relevante do concelho de Olhão e esta povoação chegou mesmo a ser um dos mais importantes centros conserveiros do país...!!!

Nos finais do Século XIX, o desenvolvimento da indústria conserveira, foi a mola impulsionadora para o início de grandes obras que viriam a dar, à então Vila de Olhão, um aspecto de modernidade...
Foi o caso da construção do "Passeio Público D. Luis", hoje Avenida da República, que, ao jeito das grandes avenidas existentes nas principais cidades portuguesas, tinha duas filas de árvores...!!!






A construção do Hospital, foi outra grande obra que ficou concluída em 1885.
O edifício foi construído por iniciativa do "Compromisso Marítimo", ou "Confraria Real do Corpo Santo dos Mareantes" (fundada por Alvará Real, no ano de 1765 - era uma associação de pescadores que visava prestar auxílio social a estes e às suas famílias) e com as doações de homens importantes da Vila. O início do seu funcionamento ocorre após recolha de avultados donativos junto da população olhanense.


No que ao desenvolvimento cultural e artístico diz respeito, a primeira metade do Século XX corresponde a um período em que houve um grande dinamismo das associações culturais e recreativas, com representações de companhias de teatro nacionais, recitais e conferências.
Em 1932 estreou-se, com sucesso, a revista local "Pita e Fanga". Desta peça ficou célebre a marcha "Viva Olhão".


4 comentários:

  1. Parabéns.
    As memórias vieram ao de cima.
    Belo artigo, belas fotos.

    ResponderEliminar
  2. Gostei de ver e recordar..
    Quando chego a Olhão, a primeira coisa
    a visitar.....,é o mercado ...
    Bom e farto.
    Beijo

    ResponderEliminar